Ajuda básica

Como o Uber EATS paga os entregadores?

O EATS (se pronuncia “itis”) é o serviço de entregas de comida da Uber, principal concorrente do iFood no Brasil. Chegou por aqui em dezembro de 2016 e desde então não para de crescer, tanto em termos de clientes quanto de entregadores. Em razão da sua alta popularidade acabam surgindo muitas dúvidas por parte de quem está interessado em levantar um dinheiro fazendo entregas, portanto daremos algumas explicações básicas sobre seu funcionamento, incluindo métodos de pagamento.

Como funciona o Uber EATS?

O funcionamento é o mais simples possível: o cliente baixa o aplicativo no celular, faz um cadastro e em seguida já pode começar a fazer pedidos. Uma vez que ele tenha feito o pedido, o sistema enviará o entregador mais próximo do restaurante para coletar a comida e entregar no endereço marcado no momento da solicitação.

Por sua vez, o entregador poderá aceitar ou recusar a solicitação do pedido, pois podem acontecer situações em que ele está muito distante em relação ao restaurante. Então, se você pretende trabalhar como entregador é importante saber desse detalhe.

Como o Uber EATS paga?

Atualmente, existem três métodos de pagamento diferentes, o que acaba se tornando uma grande vantagem para você, uma vez que será possível controlar um pouco melhor suas finanças e, não menos importante, sempre estar com dinheiro na conta bancária ou no bolso.

De antemão queremos informar a você que não existe forma pagamento mensal (a cada 30 dias), então há quem diga que isso seja uma desvantagem, principalmente para quem não consegue guardar dinheiro, porém certamente não é o seu caso. Veja abaixo mais detalhes sobre os três tipos de pagamento:

1. Quando o cliente paga o pedido na entrega

Muitos clientes preferem fazer o pagamento em dinheiro ao invés de usarem um cartão de crédito ou de débito pelo aplicativo. Nesse caso, o cliente paga o valor do pedido diretamente ao entregador. Quando isso acontece a Uber não tem como descontar a taxa dela, pois o pagamento foi feito em espécie, ou seja, o dinheiro fica totalmente para o entregador.

Porém, a Uber jamais ficará sem taxa dela, não é mesmo? Sendo assim, quando houver um próximo pedido cujo método de pagamento do cliente seja por cartão de crédito ou de débito, a taxa do pedido anterior onde o entregador ficou com todo o dinheiro será descontado nesse pagamento. Portanto, se a taxa que ficou em débito era de R$ 2, por exemplo, e o entregador iria receber R$ 8 por essa nova entrega, então na verdade agora ele receberá apenas R$ 6,00, pois a Uber está tomando os R$ 2 que estavam pendentes.

2. Pagamento a cada 7 dias

Esse é o método de pagamento mais comum. Desde o começo, tanto nas categorias X, SELECT e BLACK, quanto no EATS, a Uber sempre optou pagar seus motoristas e entregadores a cada 7 dias. Até hoje não sabemos o real motivo, mas todos desde sempre gostaram e ainda gostam desse método, afinal, a conta bancária sempre estará com algum dinheiro.

Os pagamentos semanais funcionam assim: todos os ganhos que os entregadores acumulam durante a semana com as entregas fecham na segunda-feira às 04:00. De segunda à quarta esses pagamentos são processados e, a partir das 06:00 de quarta-feira eles já estão disponíveis nas contas bancárias de todos os entregadores.

3. Pagamento diário com FlexPay

O FlexPay é, segundo motoristas e entregadores, o melhor método de pagamento que a Uber inventou, pois através dele você poderá receber tudo aquilo que foi feito com as entregas em qualquer dia da semana, pois ele permite a você transferir seus ganhos de um dia para o outro.

É importante ressaltar que não são feitos pagamentos aos sábados e domingos, pois as instituições bancárias não funcionam nesses dias.

Agora você já sabe como a Uber EATS faz para pagar todos os seus entregadores. Se precisar de mais informações, acesse as nossas matérias abaixo:

Achou útil? Compartilhe!