Carros que mais valem a pena para trabalhar de UBER

Escolher o carro certo para começar com o pé direito trabalhando de Uber é fundamental! Aliás, é uma das melhores estratégias para poupar gastos e obter melhores resultados em sua renda diária. Isso, porque a escolhe do seu carro está diretamente ligada a quanto você gastará de combustível, revisões periódicas e manutenções não programadas.

Todo início é muito difícil, principalmente para os recém-desempregados que estão desesperados para conseguir uma nova renda, no entanto, existem questões importantes a serem analisadas antes de entrar no Uber de cabeça. Vamos conhecê-las?

Carro próprio ou alugado?

Esse é o primeiro ponto que iremos abordar aqui afim de tentarmos entender o que podemos fazer com as ferramentas que já temos em mãos.

Carro próprio: Se você possui um carro ano 2008 ou superior, ótimo! Já é um bom começo. Entretanto, o ideal nessas circunstâncias é que o seu carro esteja em um ótimo estado de conservação, com a mecânica em dia e não possua motor muito potente, isto é, 1.8, 2.0 ou superior.

Carro alugado: A maioria dos carros disponibilizados para motoristas Uber, partem dos valores de R$ 1.200 até R$ 3.500 (nesse último caso, me refiro a carros executivos para categoria UberBLACK), mas geralmente o que todos pagam, em média, está na faixa dos R$ 1.500,00. É um valor razoável e que garante a você a possibilidade de ter bons lucros, principalmente se o modelo alugado possuir motorização 1.0 ou, no máximo, 1.4.

1ª Conclusão: Esteja você trabalhando com um carro próprio ou alugado, o ideal é que você não gaste com a mensalidade dele mais do que R$ 1.500,00.

Qual é a melhor motorização?

Particularmente, eu sempre darei prioridade aos carros com motores 1.0, principalmente trabalhando de Uber. Sabe por que? É muito bom ter um motor 1.6 potente e que aguenta o tranco com o carro cheio de pessoas ou bagens, no entanto, quando se trata de Uber, na maior parte do tempo você estará transportando apenas um passageiro que, por sua vez, não acrescentará tanto peso ao carro e, consequentemente, dispensará a necessidade de um “possante”.

Outro detalhe importante: você não vai usar toda a potência do motor, afinal, a maior parte do trecho que você percorre é urbano e com limites de velocidade entre 40 a 60 km/h.

Se você somar isso ao fato de que um carro 1.0 é muito mais barato, no final das contas verá que o 1.0, mesmo fraquinho, está lhe trazendo uma ótima economia de combustível e parcelas menores também.

2ª Conclusão: O motor 1.6 ou qualquer outro superior ao 1.0 será ótimo para o desempenho em estradas, no entanto, na cidade você sempre estará sob os limites de 40 a 60 km/h, então, neste caso, o 1.0 se sairá melhor, pois o motor é menor e o consumo também!

Automático ou manual?

A questão entre câmbio automático e manual está diretamente ligada a dois fatores importantíssimo: custo e economia. No caso do automático, o custo é alto (em média, R$ 5 mil a mais), mas a economia é inferior. O ponto alto está no desgaste demorado que, consequentemente, acaba tendo menos manutenções se comparado a um câmbio manual, no entanto, requer mão de obra especializada para trocas de óleo ou reparos. Também é mais confortável, pois a perna esquerda e o braço direito sempre estarão descansados por não haver necessidade de pisar na embreagem ou manusear as posições do câmbio.

Já o câmbio manual é mais econômico porque trabalha em rotações mais baixas e dá ao motorista o total controle sobre as trocas de marchas em baixas e altas velocidades. O ponto fraco, porém, está ligado ao desgaste mais adiantado, que acaba obrigando o motorista ir mais vezes a oficina e, em alguns casos, obrigando-o a trocar o sistema de embreagem. Também é menos confortável, principalmente em casos onde a embreagem é muito dura.

3ª Conclusão: O automático é ótimo, pois trás muito mais conforto e menos manutenções, no entanto, chega a ser, em média, R$ 5 mil mais caro e também não é muito econômico. O câmbio manual, por sua vez, exige mais esforços físicos do motorista, mas ajuda na economia e chega a ser R$ 5 mil mais barato. Então, na ocasião de um você trabalhar como UberX, o câmbio manual acaba saindo na frente!

Lista dos melhores carros para trabalhar de UBER:

A lista abaixo não está classificada em ordem de economia de combustível ou preço das revisões e manutenções A lista simplesmente está em ordem aleatória.

  • Nissan March;
  • Toyota Etios;
  • Hyundai HB20;
  • Chevrolet Onix;
  • Fiat Mobi;
  • Volkswagen Up!;
  • Volkswagen Gol;
  • Nissan Versa;
  • Citroen C3;
  • Renault Kwind;
  • Ford Ka;
  • Chery New QQ.

 



Envie o seu comentário!


Ícone de AlertaNão esqueça de voltar aqui para conferir se o seu comentário foi respondido!