Ajuda básica

Pode trabalhar na Uber com o nome sujo?

A Uber surgiu no momento em que mais os brasileiros precisavam, um momento crítico e difícil onde o país atravessava (e continua atravessando) uma crise econômica e moral muito grande, que ainda hoje continua levando milhares de pessoas ao desemprego. Ela trouxe a oportunidade de muitos voltarem a fazer renda, assim como acabou trazendo consigo muitas dúvidas.

Entre as dúvidas mais comuns e que já abordamos aqui no site, estão: “Posso trabalhar na Uber com CHN Provisória?“, “Posso trabalhar na Uber com 18 anos de idade?“, “Quais carros são permitidos na Uber?“, entre várias outras. Mas, uma delas em especial se destaca por sua importância na sociedade como um todo. Vejamos abaixo!

Posso trabalhar na Uber com nome sujo?

Quem nunca se perguntou isso? Dá até um friozinho na barriga só de imaginar que uma oportunidade de trabalho como a Uber pode depender do nosso nome estar limpo ou não, não é mesmo? Afinal, muitas coisas podem acontecer em nossas vidas que, consequentemente, acabam incluindo os nossos nomes em instituições de crédito como o SPC, SCPC e Serasa.

Mas, a boa notícia é que a Uber não impede nenhuma pessoa de se cadastrar na plataforma e tornar-se um motorista apenas porque o seu nome está sujo. Na verdade, a melhor atitude é essa: permitir que pessoas endividadas possam gerar renda através de seus carros para quitarem suas contas e viverem suas vidas dignamente.

No demais, a Uber restringe apenas o cadastro de pessoas que se enquadrem nas seguintes circunstâncias:

  • Algum delito registrado no Atestado de Antecedentes Criminais
  • Menores de 18 anos de idade
  • Pessoas com a carteira de habilitação vencida ou sem a observação “Exerce Atividade Remunerada”
  • Que já tenham sido bloqueados na plataforma anteriormente

Fora o que está na lista acima, todas as pessoas podem se cadastrarem e serem aprovados para trabalharem como motoristas de aplicativo na Uber.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5 votos | Média: 5,00 de 5)
Loading...