Ajuda básica

Quanto a Uber paga por indicação aos motoristas?

Em 2016 surgiu uma notícia um tanto quanto empolgante e inspiradora: Novo “rei do Uber” ganha R$ 350 mil em seis meses sem dirigir seu carro. Diante disso, muitos começaram a se perguntar como seria possível ganhar tanto dinheiro e em tão pouco tempo sem ao menos usar o carro, já que esta é a principal ferramenta de trabalho de um motorista de aplicativo, não é mesmo? Então, vamos descobrir um pouco mais sobre esse caso que, basicamente, tem como principal fundamentação o método de indicações.

Sempre que Uber inaugura suas atividades pela primeira vez em uma nova cidade ou país, ela permite aos seus parceiros a possibilidade de indicarem novas pessoas que também estejam interessadas em se tornar motoristas pela plataforma. Logicamente, isso não sai de graça para a empresa, pois para cada novo motorista aprovado através de um código de indicação, o dono deste código recebe uma bonificação.

Foi assim que o “rei do Uber” começou a faturar uma grana muito alta. Mas, antes de começar a fazer suas primeiras indicações ele trabalhava como um motorista normalmente, até que um dia sofreu um acidente e fraturou uma de suas pernas, ficando impossibilitado de trabalhar. Diante disso, ele percebeu que poderia fazer indicações e ganhar por elas. Apenas no primeiro mês ele faturou US$ 20 mil (cerca de R$ 75,6 mil).

Quanto a Uber paga por cada indicação?

Não existe um valor fixo, pois existem diversos fatores que influenciam no quanto a Uber pagará por cada indicação que você fizer. Geralmente, os valores são bem altos quando se trata de novas cidades, porém tendem a cair bastante nos meses seguintes até atingirem um patamar entre R$ 100 a R$ 300.

Em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte os motoristas já chegaram a ganhar até R$ 1.500,00 por indicação. Atualmente, esses valores variam entre R$ 100 e 300 para as três cidades mencionadas, o que não é pouco se você pensar parar para pensar que não foi necessário fazer nenhuma corrida para obter tal bonificação.

Cuidado ao fazer indicações

A Uber permite que seus motoristas compartilhem seus códigos de indicação com amigos e familiares, assim como também nas redes sociais para desconhecidos, entretanto é preciso tomar muito cuidado, pois seu código pode ser bloqueado ao ser utilizado indevidamente.

Se você estiver se perguntando quais motivos podem levar ao bloqueio do código de indicação, são esses:

  • Não é permitido compartilhar em redes sociais ou sites que não sejam seus
  • Não pode ser utilizado para criar contas falsas afim de obter o benefício da indicação
  • Não pode ser utilizado mais de uma vez no mesmo CPF
  • Não pode ser usado em contas duplicadas

Se algumas das regras acima forem quebradas muito provavelmente o seu código de indicação será bloqueado em caráter temporário (se der sorte) ou definitivamente. Nesse caso, o valor das indicações que já tinham sido feitas serão depositados normalmente, porém novas indicações não serão.

Além disso, você precisa saber um detalhe muito importante: os valores das indicações só serão depositados após os motoristas cumprirem as regras para aquela indicação em específico. Essas regras variam de cidade para cidade, porém na maior parte funcionam assim: o motorista que você indicou precisa completar 25, 50, 75 ou 100 corridas para o valor da indicação entrar no seu aplicativo e, posteriormente, ser depositado em sua conta.

Também é importante ressaltar que não serão contabilizadas corridas promocionais, mas apenas aquelas em que os passageiros pagaram 100% do valor, sem a utilização de cupons de desconto ou promoções cedidas pela Uber.

Achou útil? Compartilhe!